quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Tomando notas da vida I

Cidade
Às vezes sonho que sou a cidade, e acordo sozinho.

Referência.
Ela era bonita? Era. Mas faltava nota de rodapé.

Cuidado.
Tudo que o antropólogo olha vira folclore.

Um segredo perverso:
O bom das balas perdidas é que às vezes acham o alvo certo.

Nenhum comentário: